Última hora

Última hora

Rocky em versão musical, com Stallone nos bastidores

Em leitura:

Rocky em versão musical, com Stallone nos bastidores

Tamanho do texto Aa Aa

“Rocky. The Musical” está na Broadway. A história de Rocky Balboa, que marcou o início da carreira cinematográfica internacional de Sylvester Stallone em 1976, em versão musical, foi já mostrada na cidade alemã de Hamburgo e agora pode ser vista em Nova Iorque, no Winter Garden Theater.

Na altura, Stallone participou na criação do guião para o filme que o tornou mundialmente famoso e lhe trouxe uma nomeação para o Óscar de Melhor Ator.

O ator confessou ter desde sempre acalentado o sonho de uma versão desta história para os palcos: “Sempre achei que estas personagens eram muito musicais. Pensei sempre isto – quando trabalhava no guião, ocorria-me pensar em Scorsese e ‘Mean Streets’, em ‘West Side Story’… E pareceram-me sempre uma espécie de personagens de rua muito poéticas, percebe? Era evidente para mim e ninguém fez isto.”

Entre os convidados presentes nesta estreia, esteve o realizador James Cameron, que disse sentir uma grande identificação com a personagem principal:
“Ele é um homem comum… É o homem comum que tem o seu momento de grandeza e vence. É um sonho comum a todos nós. Antes de ser um realizador de cinema, eu era um trabalhador manual, um condutor de camião, um operador de máquina de corte de metais. É-me muito próximo.”

Também a atriz norte-americana Whoopi Goldberg encontra na personagem de Rocky Balboa traços comuns a muita gente:
“A história de Rocky é a história de qualquer pessoa que tem um sonho. É isto que me agrada. Não há nada de misterioso, é sobre cada nós. É a história da América. E é por isso que as pessoas gostam.”

É a primeira vez que Andy Karl, um ator de 39 anos, interpreta um papel principal num novo musical, depois de anos em papéis secundários e papéis coadjuvantes, como figurante e substituto, em espetáculos de longa-metragem.

O ator sublinhou o seu reconhecimento pelo apoio constante de Stallone durante as filmagens:
“Sylvester Stallone deu um enorme apoio a este espetáculo e conversou comigo várias vezes sobre a personagem e sobre o seu perfil de fundo, aquilo que lhe está no coração. E mostrou-me também uns quantos golpes de boxe.”

Stallone é também co-produtor e co-autor desta adaptação ao palco do êxito de 1976, ao lado de Thomas Meehan, um vencedor dos Tony Awards.

“Rocky: the Musical” – a versão sonhada por Stallone, no Winter Garden Theater de Nova Iorque.