Última hora

Última hora

"The Corner": Manchester United afunda, Bayern Munique quase campeão

Em leitura:

"The Corner": Manchester United afunda, Bayern Munique quase campeão

Tamanho do texto Aa Aa

Na edição desta semana do “The Corner” começamos por Inglaterra com a derrota do Manchester United, que afundou no dérbi do noroeste contra o Liverpool. 3-0 no marcador final em Old Trafford, num jogo sem muita história. O resultado, por outro lado, é histórico. A nona derrota é um recorde, pela negativa: os Red DevilS nunca tinham perdido tantos jogos na Premier League.

O Chelsea também perdeu, 1-0, frente ao Aston Villa. O português José Mourinho, expulso durante o jogo, ainda não venceu o Aston Villa na liga. Os “blues” preparam agora o dérbi do próximo fim de semana frente ao Arsenal. Os “gunners” ganharam este fim-de-semana, em outro dérbi de Londres, frente ao Tottenham, conseguindo a primeira vitória em White Hart Lane dos últimos sete anos.

O desaire do Chelsea permite ao Arsenal e ao Liverpool regressar à luta pelo título. Agora são apenas quatro os pontos que separam o líder e os dois rivais.

Na Bundesliga, se por um lado o Bayern Munique continua a sua trajetória, o Borussia Dortmund, por outro, voltou a desiludir. Foi em casa, frente ao Monchengladbach.

O Dortmund até poderia estar mais confortável em casa, mas o coletivo orientado por Jurgen Klopp entrou em campo desconcentrado. Ao intervalo, os atuais vice-campeões da Europa já perdiam por 2-0 frente ao Borussia Mönchengladbach. Golos de Raffael e mais tarde Max Kruse.

O Dortmund chegou a reduzir a vantagem e pressionou, na segunda parte, por intermédio de Milos Jojic, ao minuto 77. Os visitantes já jogavam reduzidos a dez unidades por expulsão de Nordtveit. O Dortmund chegou inclusive ao empate, mas o golo foi anulado. 2-1 no marcador final.

A classificação da Bundesliga fala por si. O Bayern observa os rivais do topo, com 71 pontos, 23 a mais do que o Dortmund. Se na próxima semana os bávaros ganharem em Mainz em o Borússia e o Schalke não, o coletivo de Guardiola tornar-se-á novamente campeão, com oito jornadas por disputar.

Rumamos agora a Portugal, onde o Porto, campeão em título, perdeu no “clássico” frente ao Sporting. O golo de Slimani obtido com um lance precedido de fora-de-jogo ditou a sentença dos dragões. O coletivo orientado por Luís Castro está agora mais longe do acesso direto à Liga dos Campeões. Os leões ocupam o segundo lugar, com cinco pontos de vantagem, mas atrás do Benfica.

Caminhamos para o final deste capítulo do “The Corner” com dois êxitos. Um coletivo, o outro individual.

O Olympiakos conquistou o 41º campeonato grego, com cinco jornadas por disputar, graças à vitória, em casa, sobre o Panthrakikos. O coletivo concentra-se agora num objetivo fundamental: garantir a qualificação para os quartos-de-final da Liga dos Campeões. Na quarta-feira, os gregos deslocam-se a Old Trafford, de olhos postos na vitória.

O outro êxito, mas individual, pertence a Lionel Messi, conquistado no 7-0 do Barcelona frente ao Osasuna. O argentino, que marcou três golos, soma 371 tentos ao serviço dos catalães.

O vencedor da Bola de Ouro por quatro vezes tornou-se no melhor goleador de sempre do “Barça” superando o recorde de Paulino Alcántara. ‘La Pulga’ volta assim a brilhar em 2014, depois de um ano de 2013 condicionado por lesões. Pode mostrá-lo de novo no próximo fim de semana no aguardado clássico frente ao Real Madrid.