Última hora

Última hora

UE analisa lista de cidadãos a sancionar devido ao referendo na Crimeia

Em leitura:

UE analisa lista de cidadãos a sancionar devido ao referendo na Crimeia

Tamanho do texto Aa Aa

“Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia (UE) estão reunidos para decidirem a lista de cidadãos russos que ficarão proibidos de viajar para a UE e que terão os bens congelados, em reação ao referendo na Crimeia. Alguns diplomatas advertem que, se Moscovo não mudar de posição sobre a Ucrânia, serão aprovadas a seguir sanções económicas mais duras”, explica o correspondente da euronews em Bruxelas, James Freney.

A alta representante europeia para a Política Externa, Catherine Ashton, lidera a reunião que irá analisar uma lista inicial de mais de uma centena de nomes passíveis de serem sancionados.

Ashton referiu que “queremos enviar uma forte mensagem à Rússia, tanto nesta reunião como depois na cimeira dos chefes de Estado e de governo da UE, que decorre no final da semana. Essa mensagem deve levar a Rússia a compreender a gravidade da situação”.

“Mas também queremos passar a mensagem de que acreditamos no princípio do diálogo para que haja uma solução que preserve a integridade territorial da Ucrânia e que permita boas relações da Rússia com a Ucrânia e com a UE”, acrescentou a alta representante.

Bruxelas insiste na criação de um grupo de contacto que inclua todas as partes envolvidas e mediadores internacionais, mas o regime de Moscovo tem sido avesso à ideia e qualquer intervenção ocidental.

O governante do Luxemburgo, Jean Asselborn, afirmou que “temos de dizer STOP aos russos! É necessário enviar já uma missão da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa com 700 a mil observadores desarmados que serão espalhados por toda a Ucrânia.”

A UE pondera ainda cancelar uma cimeira com a Rússia prevista para junho, em Sochi – cidade russa onde decorreram recentemente os Jogos Olímpicos de Inverno.