Última hora

Última hora

China: Familiares de passageiros do avião desaparecido ameaçam fazer greve de fome

Em leitura:

China: Familiares de passageiros do avião desaparecido ameaçam fazer greve de fome

Tamanho do texto Aa Aa

Familiares de passageiros chineses do avião da Malaysian Airlines desaparecido no dia 8 de março ameaçaram entrar em greve de fome, se o governo malaio não lhes disser a verdade sobre os destinos dos seus entes queridos.Dez dias após o voo MH370 ter desaparecido dos radares 40 minutos depois do início da viagem, centenas de familiares dos passageiros reunidos num hotel de Pequim continuam à espera de informações.

“Os malaios contam dias, mas nós, os chineses contamos segundos. As famílias estão no ponto de rotura. Há muitas famílias a chegar e a partir. Os mais novos aguentam, mas os mais velhos já se foram abaixo”, disse uma das pessoas.

Cerca de dois terços dos 239 passageiros a bordo do Boeing 777 que partiu de Kuala Lumpur com destino a Pequim, eram chineses.

Uma busca sem precedentes envolvendo meios de 26 países e cobrindo uma imensa área que inclui regiões da Ásia Central e do Oceano Índico, ainda não produziu frutos.

Entretanto o governo de Pequim anunciou que a China reposicionou 21 satélites, mais 12 do que nos primeiros dias de busca, para que ajudem no rastreio realizado pelos restantes 25 países.