Última hora

Última hora

Bruxelas aumenta ajuda à Ucrânia

Em leitura:

Bruxelas aumenta ajuda à Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia propõe aumentar a ajuda à Ucrânia em mil milhões de euros.

Bruxelas espera que o montante seja aprovado depressa pelos Estados membros, pois a situação orçamental e económica do país está a deteriorar-se muito depressa.

Os europeus estão assim prontos a ajudar de emergência a Ucrânia com 1,6 mil milhões de euros, do envelope de 11 mil milhões prometido no início de março.

Mas o pagamento está condicionado.

O comissário europeu para os Assuntos Económicos, Ollie Rehn, explica: “A primeira fatia será de 100 milhões do atual programa de assistência macrofinanceira e 500 milhões do novo pacote que proposto agora. Os 600 milhões serão desembolsados no momento em que for concluído um acordo entre a Ucrânia e o Fundo Monetário Internacional (FMI)”.

O Fundo Monetário Internacional e as autoridades ucranianas discutem as reformas estruturais que são necessárias ao país.

Bruxelas exige, em troca da ajuda, que Kiev lute contra a corrupção e reforme o sistema de preços da energia, um setor subvencionado pelo governo e que pesa sobre as frágeis contas públicas.