Última hora

Última hora

Liga dos Campeões: Man United e Borussia fecham porta dos "quartos"

Em leitura:

Liga dos Campeões: Man United e Borussia fecham porta dos "quartos"

Tamanho do texto Aa Aa

O Manchester United, ainda sem Nani, e o Borussia de Dormund apuraram-se esta quarta-feira para os quartos-de-final da Liga dos Campeões. Depois da derrota (0-2) em Atenas, os campeões ingleses deram à volta à eliminatória diante dos gregos do Olympiakos com um “hat trick” do holandês Robbie van Persie. Os alemães confirmaram a superioridade da primeira volta na visita ao Zenit (vitória por 4-2 em São Petersburgo) e desta feita não precisaram mais do que um empate a um golo no Westfalenstadion.

O jogo em Old Trafford revestia-se de particular importância para o Manchester United, que está atravessar uma crise de resultados e de identidade na Liga inglesa, onde já estão fora da luta pelo título. No último fim-de-semana, foram, inclusive, derrotados em casa pelo Liverpool por expressivos 0-3. Diante do Olympiakos jogavam muitas das ambições desta temporada.

Com Nani a ser apontado aos jogos já há uma semana, mas ainda sem sequer se sentar no banco depois da lesão muscular sofrida em Dezembro, foi Van Persie quem assumiu as rédeas dos “red devils” e conduziu a equipa aos “quartos” dos milhões. O holandês sofreu falta para penálti aos 24’ e um minuto depois, com o ex-guarda-redes do Benfica, o espanhol Roberto, a adivinhar o lado, foi ele mesmo a marca-lo e a lançar o United para a reviravolta.

À beira do intervalo, na sequência de um rápido contra-ataque, Van Persie iria colocar a eliminatória empatada com os helénicos, que chegaram a Manchester motivados depois de assegurarem no fim-de-semana a conquista do quinto título grego consecutivo. Mas nem isso os despertou na segunda parte, em Old Trafford, onde uma faixa apresentava como mensagem “Sonhar o impossível”. Van Persie mostrou que era possível. De livre directo e com Roberto, desta vez a ficar mal na fotografia, o holandês confirmou a reviravolta na eliminatória.

Paulo Machado, com o seu cada vez mais famoso bigode dedicado ao pai, entrou em campo, aos 72’, a substituir o brasileiro Leandro Salino. Aos gregos, um golo bastava para se recolocarem em vantagem. Mas esse golo não chegou. À beira dos 90 minutos, Van Persie, o herói do jogo, deixou o relvado de maca.

Sonho russo ficou-se pelo “golaço” de Hulk
O Zenit estava ciente de que o apuramento seria muito difícil, mas também que uma derrota em casa por 2-4 não era o fim da história. Com Danny no onze e o defesa Luís Neto no banco, os russos entraram muitos fortes em Dortmund e foi com alguma naturalidade que chegaram ao golo. E que golo. Um potente remate de Hulk alimentou o sonho russo.

O Borussia estava a ser dominado em casa, mas os alemães, também longe dos melhores tempos na Bundesliga, não são uma equipa qualquer. Aos 38’, contra a corrente do jogo, Sebastian Kehl empatou a partida e repôs a vantagem alemã na eliminatória.

Luís Neto entrou ao intervalo, mas foi preciso esperar até aos 72’ para o Zenit conseguir novo golo. Outro suplente chamado à partida, o venezuelano José Rondón, recolocou o Zenit a ganhar no Westfalenstadion. Mas ainda faltavam, de novo, mais dois golos e André Villas-Boas é apresentado esta quinta-feira em São Petersburgo sabendo que já não terá de se preocupar com a Liga dos Campeões, apenas com aLiga russa.

Equipas apuradas para os quartos-de-final:
Atlético de Madrid (Espanha)
Barcelona (Espanha)
Bayern Munique (Alemanha)
Borussia de Dortmund (Alemanha)
Chelsea (Inglaterra)
Manchester United (Inglaterra)
Paris Saint-Germain (França)
Real Madrid (Espanha)

O sorteio dos quartos-de-final da Liga dos Campeões está marcado para sexta-feira, 21 de Março, em Nyon, na Suíça, às 13 horas locais (menos uma em Lisboa). Mais uma vez, a ajudar o secretário-geral da UEFA, Gianni Infantino, a tirar as bolas da tômbola vai estar o português Luís Figo, o embaixador da final marcada este ano para o Estádio da Luz, em Lisboa.

A primeira mão dos jogos dos quartos-de-final da Liga dos Campeões vão ser realizadas nos dias 1 e 2 de Abril e a segunda mão a 8 e 9 de abril. Nesta fase já não haverá cabeças de série e as equipas do mesmo país podem defrontar-se. Os clubes cujo nome sair em primeiro lugar, jogarão primeiro em casa.