Última hora

Última hora

Violência na Venezuela faz mais três vítimas

Em leitura:

Violência na Venezuela faz mais três vítimas

Tamanho do texto Aa Aa

Um estudante universitário de 18 anos foi a mais recente vítima mortal da onda de violência na Venezuela.

A Universidade de San Cristóbal, no Estado de Táchira, foi atacada e reduzida a cinzas por um grupo armado, apoiante do presidente Nicolás Maduro.

Depois deste ataque, Daniel Ceballos, Presidente da Câmara de San Cristóbal, um opositor do governo, foi preso, sob a acusação de incitar à violência.

A morte de Anthony Rojas eleva o número total de vítimas desta onda de violência a 31. Também esta quarta-feira, um membro da Guada Nacional morreu durante os confrontos na mesma cidade, enquanto um funcionário municipal de Caracas foi morto ao tentar levantar uma barricada.

Na capital, grupos de opositores, na maioria jovens, estão a fazer vigílias na praça Altamira, que tem sido um dos principais palcos dos protestos e dos confrontos.

Os estudantes, que continuam a ser a espinha dorsal do movimento de protesto, têm planeada para esta quinta-feira uma marcha para pedir a libertação de Ceballos.