Última hora

Última hora

Protestos em Espanha contra política de austeridade

Em leitura:

Protestos em Espanha contra política de austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

Confrontos nas ruas de Madrid entre manifestantes e polícia.
Milhares de pessoas, muitos deles jovens, sairam à rua para protestar contra as medidas de austeridade.
Vindos de várias regiões de Espanha, alguns dos manifestantes caminhavam já há várias semanas na direção da capital do país.

A manifestação reuniu ONGs, associações, sindicatos e o grupo dos indignados.
Para garantir a segurança e evitar incidentes, com receio da anunciada presença de grupos anarquistas, foram mobilizados 1.700 soldados.

Os manifestantes protestaram contra a a política de austeridade, mas também denunciaram a taxa de desemprego de mais 26% e uma série de outras questões, como explicou uma jovem estudante, Angela Olivas:
“Protestamos contra tudo – a educação, o sistema de saúde, as hipotecas, os cortes, a nova lei de segurança pública, não esqueçamos, pois é muito importante, e a enorme corrupção que temos em Espanha neste momento.”

Segundo outro manifestante, Angelino Castro, “Este protesto serve para que aqueles que governam – ou antes desgovernam – percebam também que não somos idiotas nem nenhumas ovelhas”.

O governo espanhol arrancou em 2012 com um plano de cortes de 150 bilhões de euros para reduzir o déficit e a divida do país. Os manifestantes culpam esta política de austeridade sem precedentes pela recessão e pela taxa de desemprego recorde no país.