The Corner: Barça baralha contas em Espanha, Chelsea humilha Arsenal

Access to the comments Comentários
De  Euronews
The Corner: Barça baralha contas em Espanha, Chelsea humilha Arsenal

<p>O jogo grande do fim de semana, no Santiago Bernabéu, atraiu as atenções dos amantes de futebol um pouco por todo o mundo. El clásico, o duelo de gigantes entre Real Madrid e Barcelona.</p> <p>Os catalães venceram por 4-3 e relançaram a luta pelo título. Sem dúvida alguma, o protagonista foi Lionel Messi, que apontou um hat trick e tornou-se no melhor marcador na história dos clássicos com 21 golos apontados em 27 participações. Alfredo Di Stéfano, com 18 golos, era o anterior recordista.</p> <p>A partida ficou marcada pela expulsão de Sergio Ramos, aos 63 minutos, quando o Real vencia por 3-2. O Barça aproveitou ao máximo a superioridade numérica e impôs a primeira derrota aos madridistas em 30 jogos. A última vez que os merengues tinham perdido tinha sido no encontro da primeira volta, no Camp Nou.</p> <p>O Barça parece ser a verdadeira besta negra dos merengues, se bem que para os jogadores do Real, o grande responsável pela derrota voltou a ser o árbitro. Alberto Undiano Mallenco foi a pior unidade em campo mas errou para ambas as equipas.</p> <p>Quem aproveitou mais um duelo intenso entre os dois arquirrivais foi o Atlético de Madrid, que derrotou o Bétis e assumiu a liderança do campeonato. Os colchoneros têm os mesmos pontos do Real mas vantagem no confronto direto, o Barcelona segue a apenas um ponto.</p> <p><strong>Arsène Wenger vive pesadelo em Stamford Bridge</strong></p> <p>Na Premier League, nem nos maiores pesadelos Arsène Wenger podia ter imaginado pior forma de celebrar o milésimo jogo no banco do Arsenal. O Chelsea arrasou os gunners mas também aqui o árbitro esteve no centro das atenções ao expulsar o inocente Kieran Gibbs em vez de Oxlade-Chamberlain por uma mão na bola.</p> <p>Dificilmente faria grande diferença no desfecho, o resultado final mais parece um resultado de ténis: 6-0. Mais uma derrota pesada para o Arsenal esta temporada, mais um triunfo para o Chelsea, que com José Mourinho no banco não perde em Stamford Bridge há 76 jogos.</p> <p>O português parece ter um dom especial para estragar as festas de Wenger, já o tinha derrotado no jogo 500 como treinador do Arsenal, em 2005.</p> <p>Com esta vitória, o Chelsea tem 69 pontos, mais quatro que o Liverpool. O Arsenal foi ultrapassado pelo Manchester City, que tem menos dois jogos.</p> <p><strong>Festa bávara adiada</strong></p> <p>O Bayern de Munique podia ter festejado já o título mas foi obrigado a colocar novamente o champanhe no gelo. O Borussia Dortmund e o Schalke também venceram e adiaram a festa dos bávaros.</p> <p>Em Mainz, o Bayern precisou de esperar pelos últimos dez minutos para decidir o encontro. Bastian Schweinsteiger, de cabeça, furou a muralha defensiva local, quatro minutos depois, Mario Götze fez o mais fácil depois de um bom trabalho de Franck Ribéry.</p> <p>Bem mais fácil foi a vitória do Dortmund em Hannover. Mats Hummels abriu o ativo três minutos antes do intervalo. Logo após o descanso, Robert Lewandowski aproveitou a passividade gritante da defensiva local para apontar o golo da tranquilidade. Marco Reus marcou o 3-0 final já nos descontos.</p> <p>A festa do Bayern foi apenas adiada. Com 23 pontos de vantagem e 24 em cima da mesa, os bávaros podem dormir tranquilos. Já o Leverkusen voltou a tropeçar e está mais longe da Liga dos Campeões.</p> <p><strong><span class="caps">PSV</span> ainda sonha</strong></p> <p>Na Holanda só se jogou metade da vigésima nona jornada. O Ajax, que só entra em campo a 2 de abril continua tranquilo na liderança mas o <span class="caps">PSV</span> não baixa os braços.</p> <p>A equipa de Eindhoven subiu à segunda posição, a seis pontos do Ajax, depois de vencer o Roda.</p> <p>Jürgen Locadia abriu o ativo logo aos 14 minutos mas o grande destaque da partida foi Bryan Ruiz. O costa-riquenho fez o segundo do <span class="caps">PSV</span> aos 63 minutos e ainda assistiu Jeffrey Bruma para o 3-1 final, a um quarto de hora dos noventa.</p> <p><strong>Benfica dá mais um passo rumo ao título</strong></p> <p>Em Portugal, o Benfica manteve a vantagem de sete pontos sobre o Sporting ao receber e vencer a Académica por três golos sem resposta. Lima bisou e foi o grande destaque dos encarnados.</p> <p>O Sporting, no entanto, não desarma e foi ao Estádio dos Barreiros derrotar o Marítimo por 3-1. Já o FC Porto impôs-se ao Belenenses com um tento solitário de Juan Quintero, mas parece cada vez menos interessado no campeonato.</p> <p>Os dragões entraram em campo com uma verdadeira revolução no onze, poupando as principais unidades para o duelo frente ao Benfica, esta quarta-feira, a contar para a primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal.</p>