Última hora

Última hora

Bruxelas prepara dispositivo de segurança máxima para Obama

Em leitura:

Bruxelas prepara dispositivo de segurança máxima para Obama

Tamanho do texto Aa Aa

Tem sido alvo de algumas piadas o facto do Presidente dos EUA se deslocar à capital da União Europeia (UE) só ao fim de cinco anos no poder.

Menos divertido será o transtorno devido ao encerramento de muitas vias de trânsito, esta quarta-feira, como admite a porta-voz dos transportes públicos de Bruxelas.

“As pessoas reagem dizendo que é um pouco exagerado que toda a vida da cidade tenha que parar por causa de um Presidente americano. Mas as pessoas também concordam que a segurança é o valor que tem que estar em primeiro lugar”, afirmou Inge Paemen.

Barack Obama e a comitiva de quase mil pessoas ficarão alojados num hotel da zona mais chique da capital belga, num quarteirão algo afastado do chamado “bairro europeu”.

Um transeunte mostrou-se surpreendido “porque não esperava que viesse até cá, mas penso que é para um evento político ou algo assim.”

Mais bem informada está outra transeunte que espera avanços sobre a crise na Ucrânia, um dos temas da cimeira UE/EUA. “Este tema é muito importante para mim e gostaria de saber o que é que vai acontecer, qual será a decisão. Gostaria que houvesse um bom relacionamento entre todos os países”.

Sempre com segurança máxima, Barack Obama tem, ainda, na agenda uma reunião na sede da NATO, um discurso num centro cultural e uma cerimónia com a Casa Real e governo belgas a propósito dos cem anos do início da Primeira Guerra Mundial.

O correspondente da euronews em Bruxelas, Sándor Zsiros, explica que “três aviões, nove helicópteros e 45 automóveis estão encarregues de fazer a segurança do Presidente e da sua comitiva de 900 pessoas. Há muito que agentes dos serviços secretos norte-americanos coordenam as operações e 800 polícias belgas estarão nas ruas. A Bélgica gastará 10 milhões de euros nas 24 horas que durará a visita presidencial”.