Última hora

Última hora

Voo MH370: mau tempo faz suspender buscas

Em leitura:

Voo MH370: mau tempo faz suspender buscas

Tamanho do texto Aa Aa

O mau tempo obrigou a suspender as operações de busca no local onde foram identificados os primeiros destroços do Boeing das linhas aéreas da Malásia.

As autoridades explicaram que não há visibilidade suficiente para prosseguir com as buscas, devido à chuva intensa e ondulação forte.

O governo da Malásia anunciou oficialmente, nesta segunda-feira, que o voo MH370 terminou no sul do Oceano Índico, e que ninguém a bordo sobreviveu.

Os familiares dos 173 chineses que seguiam no avião, foram chamados a um hotel em Pequim, onde foram informados do destino do avião. Alguns desmaiaram e muitos ficaram em choque quando foi confirmada a morte de todos os passageiros.

Depois de uma angustiante espera de mais de duas semanas, para além de reacções de desespero, houve manifestações de revolta, com algumas das pessoas a acusar as autoridades da Malásia.

Zhang Hu, mulher de um dos passageiros a bordo do Boeing 777, disse não ter razões para confiar nas informações do governo da Malásia:
“Eles disseram que o avião caíu no Sul do oceano Índico, mas se não encontraram ainda o aparelho, em que se baseiam para dizer isto?
O governo da Malásia tem vindo a agir deste mesmo modo há mais de dez dias. Não confiamos no que dizem.”

O irmão de um outro passageiro chinês rejeitou igualmente que as informações divulgadas sejam fidedignas:
“Não acreditamos no que dizem, se os nossos familiares morreram, temos de ver os corpos, para acreditar que realmente morreram. O meu irmão estava no avião.”