Última hora

Última hora

Nações africanas mobilizam-se para conter e evitar o Ébola

Em leitura:

Nações africanas mobilizam-se para conter e evitar o Ébola

Nações africanas mobilizam-se para conter e evitar o Ébola
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades de vários países africanos encontram-se em estado de alerta e estão a tomar medidas para conter o surto do mortífero vírus Ébola, que se suspeita ter vitimado 59 pessoas na Guiné Conacri.

O medo instalou-se entre a população, especialmente no sudeste da Guiné.

Os preços nos mercados sobem.

As pessoas evitam grandes multidões e mesmo cumprimentar.

Recebemos avisos das autoridades por exemplo, para evitar contacto com líquidos orgânicos, como urina, transpiração e outras coisas. O aviso foi enviado por mensagens SMS.

Temos que limpar a cidade contra esta doença. Temos que ter a certeza porque toda a gente receia pela vida. Temos que lutar conta a sujidade.”

86 casos suspeitos na Guiné Conacri, incluindo 59 mortos, mais 13 confirmados. Há indícios fortes de outros casos na Libéria e na Serra Leoa.

As autoridades da Guiné proibiram ingestão de morcegos da fruta, uma iguaria local que se pensa ser a origem do surto.

O Ébola, é mortífero e bastante contagioso. Os vómitos, diarreias e hemorragias tornam a doença mais facilmente transmissível com o contacto.