Última hora

Última hora

Obama aconselha UE a explorar os próprios recursos energéticos

Em leitura:

Obama aconselha UE a explorar os próprios recursos energéticos

Tamanho do texto Aa Aa

A crise na Ucrânia demonstra a necessidade que a Europa tem de diversificar as fontes de energia porque está muito dependente do gás russo. A conclusão foi apresentada por Barack Obama no final da cimeira União Europeia-Estados Unidos, esta quarta-feira, em Bruxelas.

O presidente norte-americano convidou os europeus a fazer, primeiro, o trabalho de casa, e depois a olhar para os Estados Unidos como uma possível fonte energética. “É útil que a Europa olhe para os próprios recursos energéticos e, também, para os recursos adicionais que os Estados Unidos podem fornecer”, declarou Barack Obama.

Por outro lado, o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, anunciou uma reunião, na próxima semana, entre responsáveis da União Europeia e dos Estados Unidos para discutir a importação de gás.

Outro tema em destaque foi o acordo de livre comércio entre as duas potências. Obama garantiu que a defesa do ambiente e dos consumidores estará assegurada na Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento. “As nossas opiniões públicas, tanto na Europa quanto nos EUA, têm questões legítimas sobre se os acordos de comércio vão beneficiar os seus países a longo prazo. Podemos garantir que vitórias tão difíceis de alcançar – como a defesa dos consumidores ou a proteção do ambiente – serão preservadas e não enfraquecidas”, garantiu.

O correspondente da euronews em Bruxelas, Sándor Zsiros, explica: “Foi a primeira vez que Barack Obama visitou a sede das instituições europeias durante a sua presidência. Bruxelas voltará a recebê-lo em breve. Depois da crise na Crimeia, a cimeira do G7 de junho não será na cidade russa de Sochi, será aqui, na capital belga.”