Última hora

Última hora

Candidatura de Al-Sissi divide opiniões

Em leitura:

Candidatura de Al-Sissi divide opiniões

Tamanho do texto Aa Aa

A candidatura às presidenciais do novo homem forte do Egito divide as opiniões no Cairo.

O marechal Abdel Fattah Al-Sissi oficializou a demissão dos postos de ministro da Defesa e vice-primeiro-ministro, um dia depois de anunciar que deixava a chefia do Exército egípcio com vista às eleições.

Um residente do Cairo diz que quer “Al-Sissi para presidente, para que na próxima fase consiga alcançar uma solidariedade social. Precisamos de cuidar uns dos outros”.

Mas outro afirma ser “contra a candidatura de Al-Sissi”, porque não quer “dar o poder a um militar” e prefere “um candidato civil, para que, se houver um problema no futuro, o Exército exerça o papel de protetor e seja imparcial”.

Al-Sissi tem-se assumido como o homem forte do Egito desde o golpe militar que afastou o chefe de Estado eleito Mohamed Morsi e a Irmandade Muçulmana das esferas do poder.

O correspondente da euronews, Mohammed Shaikhibrahim, diz que “Al-Sissi deixou o Exército para declarar a participação nas presidenciais, como um cidadão comum egípcio. Mas a mais importante questão continua a ser qual é a possibilidade de cumprir as aspirações do povo, que pagou bastante pelas divergências políticas dos últimos três anos”.