Última hora

Última hora

Voo HM370: aviões de reconhecimento detectaram novos objectos

Em leitura:

Voo HM370: aviões de reconhecimento detectaram novos objectos

Tamanho do texto Aa Aa

Na nova área de buscas do avião das linhas aéreas da Malásia, foram detetados novos objetos.
A Autoridade Marítima australiana, que coordena as buscas, espera que este sábado seja possível recolhê-los e identificá-los.

Restam cerca de oito dias de vida às baterias das caixas negras, depois deixarão de emitir sinal de localização e será mais difícil encontrá-las.

As mais recentes análises dos satélites permitiram definir uma nova área de buscas, a 1100 km a nordeste da cidade australiana de Perth, uma zona de acesso mais fácil.

Entretanto o ministro dos Transportes da Malásia, Hishammuddin Hussein, tem esperanças de encontrar sobreviventes:
“Continuo a ter esperança, apesar de tudo, de encontrarmos ainda sobreviventes. Disse desde o início que não desisto de ter esperança e continuo a rezar por isso”.

Este longo período de três semanas tem sido muito doloroso para os familiares das 239 pessoas a bordo do Boeing 777 desaparecido.

Um engenheiro de voo e pai de um dos passageiros fala também de esperança:
“Ainda há esperança, ele ainda não disse que morreram todos.”

Entretanto em Pequim, familiares dos passageiros chineses continuam a acusar o governo da Malásia de ter lidado com o acidente de forma indigna.