Última hora

Última hora

Libertados jornalistas espanhóis raptados na Síria

Em leitura:

Libertados jornalistas espanhóis raptados na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Foram libertados os dois jornalistas espanhóis sequestrados há seis meses. Javier Espinosa, correspondente do “El Mundo”, e o fotógrafo independente Ricardo García Vilanova estavam ao serviço deste periódico quando foram raptados, na Síria, pelo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, grupo afiliado à Al-Qaida.

Os dois profissionais foram sequestrados, a pouca distância da fronteira com a Turquia, quando se preparavam para abandonar a Síria, após duas semanas de reportagem no leste do país.

Espinosa e García estão já a caminho de Madrid onde chegarão ainda este domingo.

Esta não foi a primeira vez que o fotógrafo foi raptado na Síria, por homens do mesmo grupo.

Segundo o Comité para a Proteção dos Jornalistas, desde 2013, morreram pelo menos 29 jornalistas enquanto cobriam os acontecimentos na Síria.