Última hora

Última hora

Oleksandr Turchinov: "Não há razão para federalizar a Ucrânia"

Em leitura:

Oleksandr Turchinov: "Não há razão para federalizar a Ucrânia"

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente interino da Ucrânia e presidente do parlamento, Oleksandr Turchinov, assistiu esta segunda-feira, com o ministro ucraniano do Interior, ao exercício de treino da Guarda Nacional.

A ocasião para responder à sugestão russa de que a Ucrânia deveria tornar-se uma federação.

Turchinov disse em conferência de imprensa:
“O governo da Rússia deve resolver os problemas da federação russa, não os da Ucrânia. A Ucrânia tem o seu próprio governo, o seu próprio parlamento e os seus próprios cidadãos, que determinarão, por si próprios, o seu futuro. E agora não há qualquer razão para federalizar a Ucrânia.”

Neste corpo da Guarda Nacional há centenas de voluntários, que aprendem as artes militares para atuarem ao lado do exército:

“Aprendemos muito, muito do que precisávamos ter sabido há um mês, quando nos reuníamos em Maidan. Aprendemos a disparar, aprendemos a autodefesa.”

“Os jovens que estão aqui não vieram assinar um contrato com o exército: vieram apoiar a pátria, ajudar as tropas a reforçar as fronteiras e a estabelecer a ordem.”

A partir do próximo sábado, esta nova força criada após a queda do regime de Ianukovich, presta juramento ao serviço da Ucrânia, após três semanas de treino intensivo.

Alguns, no entanto, não querem seguir uma carreira militar. Participaram voluntariamente nesta formação para aprenderem a defender a pátria.