Última hora

Última hora

Japão autoriza venda de armas em determinadas condições

Em leitura:

Japão autoriza venda de armas em determinadas condições

Tamanho do texto Aa Aa

O Japão decidiu flexibilizar a legislação para a exportação de armas.

A principal mudança passa pela substituição de três princípios adotados há cerca de meio século que impedem a venda de armamento a países sujeitos a embargo ditado por resolução do Conselho de Segurança da ONU, aos do bloco comunista e a países envolvidos em conflitos internacionais.

O ministro dos Negócios Estrangeiros nipónico explica que o novo regulamento substituiu os três princípios aprovados em 1967, mas garante que o país vai continuar a reger-se pelo pacifismo. Adianta, que a venda de armas é permitida desde contribua para a segurança nacional e para a manutenção da paz internacional.

O governo chinês já reagiu. O chefe da diplomacia diz que que Pequim está a seguir de perto a política militar nipónica. Uma questão que considera crucial para a estabilidade da região. O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês pede ao Japão para que não esqueça o que aprendeu com a história e que opte por um caminho favorável ao desenvolvimento pacífico.

Os novos princípios mantêm a interdição de exportar armas para países envolvidos em conflitos ou que violem as resoluções das Nações Unidas.

Os analistas consideram que a normativa sobre a exportação de armas visa melhorar a posição estratégica do Japão.