Última hora

Última hora

Massacre do Ruanda foi há vinte anos

Em leitura:

Massacre do Ruanda foi há vinte anos

Tamanho do texto Aa Aa

Abriu com um minuto de silêncio a Conferencia sobre o Genocido do Ruanda. Vinte anos após o massacre 500 políticos, estudiosos e académicos de todo o mundo reuniram-se em Bruxelas para discutirem sobre a Prevenção deste tipo de crimes.

No discurso de abertura o ministro belga da diplomacia Didier Reynders disse que atrocidades em massa , como o genocídio de Ruanda , bem como crimes de guerra, limpeza étnica e crimes contra a humanidade , muitas vezes começam como eventos politizados , e que é o dever dos políticos para implementar medidas preventivas.

“ Vamos agora transformar esse compromisso em ações concretas , a fim de impedir o genocídio , e ainda melhor, para proibir. Devemos isso à memória daqueles que têm vítimas de atrocidades em massa”.

O genocídio surge no seguimento do atentado que matou o então presidente do ruandêsa, de etnia hutu, Juvénal Habyarimana a que se seguiram três meses de assassínios seletivos.

As imagens que ficaram deste negro episódio da história do continente africano são impressionantes.