Última hora

Última hora

Parlamento ucraniano aprova desarmamento de grupos radicais

Em leitura:

Parlamento ucraniano aprova desarmamento de grupos radicais

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento da Ucrânia aprovou o desarmamento dos grupos paramilitares que participaram na contestação que levou à queda de Ianukovich. Entre eles está o Pravy Sektor, que tem pedido a demissão do ministro do Interior, depois de uma figura proeminente do grupo ter sido assassinada durante uma perseguição policial.

Os militantes do grupo de extrema-direita entrevistados pela Euronews negam estar armados. “Armas? Eu não tenho armas. A situação é pacífica, mas se alguém se virar contra mim com uma arma, não terei outra escolha senão pegar numa”, afirmou um militante.

“Seria mais construtivo se o Governo e o Parlamento aprovassem uma nova lei para a legalização das armas nas mãos dos cidadãos, mas não é o momento de entregar as armas, por causa da guerra com a Rússia. Em tempo de paz devemos fazê-lo, mas em tempo de guerra é inapropriado”, disse Artem Skoropadskyi do Pravy Sektor.

Na segunda-feira à noite, o grupo radical foi responsabilizado por um tiroteio que ocorreu à porta de um restaurante a cem metros da Maidan. O incidente não teve, aparentemente, uma motivação política.