Última hora

Última hora

Dependência energética: preocupação ou oportunidade de negócio

Em leitura:

Dependência energética: preocupação ou oportunidade de negócio

Tamanho do texto Aa Aa

A cooperação energética está a dominar o encontro entre representantes da União Europeia e dos Estados Unidos em Bruxelas.

Em cima da mesa está a diversificação das fontes de importação e a redução da dependência energética face à Rússia.

Os ucranianos pagam desde o inicio de abril, mais 40 por cento pelo gás russo. Um aumento que o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, considera inaceitável:

“Nenhuma nação deve usar a energia para limitar as aspirações de um povo. Não faz sentido usar esta questão como arma de arremesso. É do interesse de todos adequar as necessidades energéticas às nossas economias. Esta é uma matéria crucial à segurança e prosperidade das nações.”

O aumento do preço do gás vendido à Ucrânia foi justificado com o fim do desconto negociado com Viktor Ianukovich.

Preocupados com a dependência da Ucrânia face à Rússia, os Estados Unidos estão, também, à procura de oportunidades de negócios e pedem à Europa para que olhe para o país como uma possível fonte energética.