Última hora

Última hora

Liga dos Campeões: CR7 reencontra o Dortmund e Mourinho Ibrahimovic

Em leitura:

Liga dos Campeões: CR7 reencontra o Dortmund e Mourinho Ibrahimovic

Tamanho do texto Aa Aa

O Real Madrid, da tripla portuguesa Cristiano Ronaldo (CR7), Pepe e Fábio Coentrão, reencontra esta quarta-feira o Borussia de Dortmund na Liga dos Campeões. Na edição passada desta mesma competição, ainda com José Mourinho a liderar os espanhóis, as duas equipas defrontaram-se por quatro vezes – duas na fase de grupos mais as meias-finais – com clara vantagem para os alemães (duas vitórias – uma delas, por 4-1, em Madrid -, um empate e uma derrota). O Borussia passou à final, mas acabaria por perder diante dos conterrâneos Bayern de Munique.

Agora com o italiano Carlo Ancelotti no lugar do treinador português, os espanhóis contam ainda com outro reforço de peso, Gareth Bale, como realçou o croata Luka Modric, que foi colega do galês no Tottenham: “Ele marca muitos golos e faz também muitas assistências. Talvez não esteja ainda ao melhor nível – ao nível em que chegou a estar no Tottenham – mas ele é muito importante para nós e está a jogar muito bem.”

Para o jogo desta noite, o Real Madrid não pode contar com o brasileiro Marcelo, por lesão, que deverá ser substituído na lateral esquerda por Coentrão.

Do lado do Dortmund, há também uma baixa de peso. O avançado Robert Lewandoski, peça chave na eliminação do Real Madrid há um ano, não pode jogar esta primeira mão, por castigo. Mas Marco Reus, o outro avançado da equipa de Jurgen Klopp, está em alta depois do “hat-trick” do último fim de semana em Estugarda. Apesar da história recente o favorecer no confronto direto, o treinador do Borussia de Dortmund dá o favoritismo na partida ao Real Madrid.

Reencontro em Paris 10 anos depois
Esta quarta-feira marca também o reencontro do Chelsea, de José Mourinho, com o Paris Saint-Germain. Há 10 anos, na primeira temporada do português em Londres, as duas equipas encontraram-se na fase de grupos. Logo na jornada inaugural, os londrinos visitaram Paris e deixaram a “Cidade Luz” com uma vitória, por 3-0 (em Stamford Bridge houve empate a zero).

Desta vez, porém, com Mourinho de regresso aos comandos do Chelsea, do lado francês há Ibrahimovic. Mas o internacional sueco, apesar de jogar em casa, não reclama favoritismo, antes pelo contrário. “Não temos nada a perder. Estamos a fazer uma época fantástica até agora e todas as vitórias a partir daqui serão como um bónus porque este é um projeto em formação há dois anos. Somos ainda novatos em tudo, enquanto o projeto do Chelsea já tem dez anos. Eles já ganharam uma Liga dos Campeões, uma Liga Europa, tem uma grande equipa, um grande treinador”, destacou a estrela maior do Paris Saint-Germain.

José Mourinho, por sua vez, orientou Zlatajn Ibrahimovic no Inter de Milão e também não lhe poupa elogios. “Não é um jogador difícil de treinar, difíceis são aqueles que não querem trabalhar ou vencer o suficiente. Isso é o oposto do Zlatan. Foi fantástico treiná-lo, somos amigos, vamos manter-nos assim, mas ambos vamos querer ganhar”, sublinhou o treinador português, lembrando que o PSG não é só o sueco e destacando também o brasileiro Thiago Motta, com quem também trabalhou em Milão, e o uruguaio Edison Cavani.

De fora na equipa inglesa, nesta primeira mão, vai estar o camaronês Samuel Eto’o, que foi baixa de ultima hora devido a lesão, assim como Ashley Cole, que continua a recuperar da lesão num joelho.

A segunda mão está marcada para a próxima terça-feira, 8 de abril:

Confira aqui todos os resultados da presente edição da Liga dos Campeões.