Última hora

Última hora

Ucrânia: Homenagem aos polícias mortos em Maidan

Em leitura:

Ucrânia: Homenagem aos polícias mortos em Maidan

Tamanho do texto Aa Aa

Em Kiev, no mosteiro de São Miguel, teve lugar uma cerimónia de homenagem aos polícias mortos durante os confrontos na Praça de Maidan, ocorridos em fevereiro.

Estiveram presentes alunos do Liceu criado para acolher os filhos dos polícias mortos em serviço.

“Estão aqui presentes 20 alunos do liceu. São 20 porque representam o número de pessoas que morreram. Viemos homenagear os que morreram”, disse Alina Sokor.

O mosteiro de São Miguel serviu de hospital de campanha aos feridos durante o cerco aos opositores de Viktor Ianukovitch.

O arcipreste Dmytro Sadoviak presidiu à cerimónia religiosa.

“Eles não estavam lá porque queriam. Estavam a executar a lei da Ucrânia. Tiveram de executar as ordens dadas”, sublinhou o arcipreste Sadoviak.

Os familiares dos polícias mortos e feridos durante os confrontos serão indemnizados pelo Estado.

“Vais ser atribuído o mesmo montante às famílias dos falecidos, cerca de um milhão de hryvnias. Aos feridos serão atribuídas somas em função dos ferimentos”, declarou Anatoliy Onishuk, do Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Ministérios do Interior.

Ainda se encontram hospitalizados algumas dezenas de polícias. Os que têm ferimentos mais graves serão tratados no estrangeiro.

Durante a cerimónia o arcipreste Sadoviak apelou ao perdão mútuo.