Última hora

Última hora

Turquia: Erdogan não se conforma com o regresso do Twitter e Youtube

Em leitura:

Turquia: Erdogan não se conforma com o regresso do Twitter e Youtube

Tamanho do texto Aa Aa

O tribunal constitucional turco levantou a interedição da rede social twitter e do site youtube, decretadas pelo governo durante o mês de março.

A reação do primeiro-ministro não se fez esperar. Recep Tiiyp Erdogan vai ter que obedecer mas não se conforma. Diz que “acata a decisão, mas não a respeita”.

Nas ruas a população respira de alívio, como constatou o nosso repórter em Istambul:

“Acho que voltámos ao caminho certo. A decisão voltou a trazer a liberdade. A interdição foi uma vergonha para a nossa democracia”

O governo atribuiu-se poderes autoritários. É um caminho perigoso. Um autoritarismo que queria usar quando quisesse. Nas democracias os governos não têm estes poderes. Isto é contra a democracia”.

Apesar de reposta a ordem, os turcos mantém-se atentos:
“Com o levantamento da interdição do Twitter e Youtube, a tensão baixou no país. Mas tudo indica que a Turquia vai continuar a debater a questão durante muito tempo” diz o nosso repórter, Bora Bayraktar.