Última hora

Última hora

Presidenciais pacíficas no Afeganistão

Em leitura:

Presidenciais pacíficas no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar das ameaças talibã e de algumas situações pontuais de tensão, as eleições presidenciais no Afeganistão decorreram sem problemas de maior.

Mais de metade dos eleitores votou no primeiro escrutinio desde a transferência de poder das forças internacionais.

“Estamos muito felizes pelo facto das eleições de ontem terem decorrido num ambiente de paz”, adianta um afegão.

“Queremos ficar pela primeira volta. O nosso povo, governo e economia estão fragilizados. Se formos a uma segunda volta será um desafio para as nossas forças de segurança”, explica outro.

A ameaça Talibã não se concretizou, os incidentes violentos aconteceram em pequena escala, num país que viveu 13 anos de uma luta que matou, pelo menos, 16 mil civis e milhares de soldados. É de esperança que o país se enche agora, segundo o responsável dos observadores da União Europeia:

“O que eles esperam, destas eleições, é que o país seja capaz de, finalmente, fazer a transição de forma pacífica, essa é uma esperança enorme para as pessoas idosas, mas também, e em particular, para as gerações mais jovens que querem ver os estrangeiros sair e querem, realmente, transportar o futuro do país nas suas mãos.”

A contagem dos votos vai demorar cerca de seis semanas. A haver uma segunda volta ela está marcada para final de maio.