Última hora

Última hora

Voo MH370: Detetados novos sinais

Em leitura:

Voo MH370: Detetados novos sinais

Tamanho do texto Aa Aa

A Austrália anunciou esta segunda-feira terem sido detetados novos sinais “compatíveis” com os emitidos pelas caixas negras dos aviões, durante as operações de busca pelo Boeing 777 da Malaysia Airlines, desaparecido a 8 de março.

Um navio da marinha australiana equipado com um localizador da marinha norte-americana captou dois sinais – o primeiro durou duas horas e 20 minutos e o outro 13 minutos, mas evitar falsas esperanças é prioritário.

“Gostaríamos de dizer ás famílias que encontrámos a localização, mas até ser confirmado, não devemos ser demasiado otimistas. Temos de ser comedidos porque não queremos levar às famílias um choque emocional, baseado em deteções falsas”, sublinhou o capitão Mark Matthews da marinha dos EUA.

Os pontos onde se encontram o navio chinês que detetou sinais idênticos na sexta-feira e no sábado e o navio australiano, coincidem com os extremos sul e norte da zona de buscas delimitada.

“Os novos dados das últimas horas são a pista mais promissora que tivemos até agora. Apelo a todos os malaios e à comunidade internacional para se unirem nas orações e não perderem a esperança”, disse o ministro dos transportes da Malásia, Hishammuddin Hussein.

Doze aviões, incluindo nove militares, e 14 navios patrulham o Oceano Índico, a cerca de dois mil quilómetros da costa ocidental da Austrália, na tentativa de encontrar destroços do avião num perímetro de 234 mil quilómetros quadrados.