Última hora

Última hora

Yatsenyuk: "a Rússia quer desmembrar a Ucrânia"

Em leitura:

Yatsenyuk: "a Rússia quer desmembrar a Ucrânia"

Tamanho do texto Aa Aa

“Donetsk: uma República soberana.” É o que pedem dezenas de manifestantes pró-russos que exigem, antes de mais, a realização de um referendo na cidade ucraniana com vista à integração na Rússia.

Este fim de semana, o leste da Ucrânia foi palco de várias manifestações com o mesmo objetivo: seguir o exempo da Crimeia.

O chefe de governo ucraniano diz que Moscovo tem um plano para desmembrar o país:

“qualquer apelo à federalização constituiu uma tentativa para destruir o Estado ucraniano e este é um cenário que está ser desenhado pela Federação russa.”

Arseniy Yatsenyuk considera que as manifestações pró-russas no leste da Ucrânia visam destabilizar o país e justificar uma incursão militar:

“as informações que davam conta da retirada das tropas russas da fronteira com a Ucrânia não são verdadeiras. Tudo não passou de uma farsa. As tropas russas permanecem a uma distância de 30 quilómetros da fronteira com a Ucrânia.”

Nos últimos dias, os manifestantes pró-russos atacaram e ocuparam vários edifícios governamentais no leste da Ucrânia.

Este domingo, um soldado ucraniano terá sido, alegadamente, morto por militares russos na Crimeia.