Última hora

Última hora

MH370: buscas com submarino não tripulado têm de esperar

Em leitura:

MH370: buscas com submarino não tripulado têm de esperar

Tamanho do texto Aa Aa

Podem ser necessários vários dias para começar a usar um submarino não tripulado para procurar os destroços do voo MH370 no fundo do Oceano Índico.

Segundo as autoridades australianas, que coordenam as operações, é preciso detetar novos sinais, como os que foram identificados nas últimas 48 horas e que podem pertencer às caixas negras, para definir com alguma exatidão a zona a varrer.

O ministro australiano da Defesa disse que “a área é demasiado vasta, numa zona extremamente profunda”, mas prometeu que “tudo tem sido feito, nestes últimos dias, para enfrentar esta tarefa difícil e complexa”.

Os sinais acústicos provenientes do fundo marinho detetados nos últimos dias pelo navio australiano Ocean Shield constituem a melhor pista, mas a possibilidade das baterias das caixas negras estarem a chegar ao fim da duração de vida reforça a urgência das operações.

Na Malásia, foi organizada esta noite uma vigília em memória das 239 pessoas a bordo do avião da Malaysia Airlines que desapareceu misteriosamente há um mês.