Última hora

Última hora

Ayatolah defende programa nuclear do Irão à margem do P5+1

Em leitura:

Ayatolah defende programa nuclear do Irão à margem do P5+1

Tamanho do texto Aa Aa

O Ayatolah ali Khamenei aproveitou a celebração no Irão do Dia Nacional da energia Nuclear para se referir também às negociações internacionais em curso sobre os limites do programa nuclear e deixar o aviso que nada vai parar ou sequer atrasar as pesquisas e os progressos iranianos neste domínio energético. As palavras do Líder Supremo iraniano coincidem também com o segundo e último dia da mais recente cimeira entre responsáveis iranianos e representantes do Grupo P5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU – China, Estados Unidos, França, Reino Unido e Rússia – mais a Alemanha), que decorreu em Viena de Áustria, sob mediação da União Europeia (UE).

O encontro da capital austríaca entre as duas partes voltou a ficar longe de um acordo total sobre o alcance do programa nuclear do Irão, mas fonte diplomática iraniana revelou já existir entendimento sobre quase 60 por cento dos pontos em discussão. A mediadora desta cimeira, Catherine Ashton, responsável diplomática da UE, disse, contudo, que ainda há buracos importantes por tapar entre os argumentos de ambos os lados.

“Vai ser necessário muito e intenso trabalho para ultrapassarmos as diferenças que, com naturalidade, existem entre as duas partes nesta fase do processo negocial. Vamos agora passar a um novo nível das conversações, no qual vamos tentar tapar os buracos existentes nos temas mais importantes sobre a mesa e trabalhar nos elementos concretos com vista a um possível entendimento”, referiu Catherine Ashton, aos jornalistas presentes em Viena.

Após esta cimeira, ambas as partes preveem começar a rasurar no papel um acordo que deverá estar concluído dentro de três meses – o mais tardar a 20 de julho, como ficou delineado em Viena.

“Estas negociações devem continuar, mas todos devem ter noção de que estas conversações não vão parar ou sequer atrasar nenhuma das atividades do Irão no que toca à pesquisa e desenvolvimento do domínio nuclear”, referiu o Líder Supremo iraniano, acrescentando que os Estados Unidos já sabiam que o programa nuclear iraniano não se destina a construir uma arma atómica, mas apenas em desenvolver as fontes de energia nuclear.

Na mensagem desta quarta-feira, divulgada através da agência noticiosa iraniana IRNA, o Ayatolah lembrou que o governo de Teerão apenas aceitou entrar na negociação com o grupo P5+1 – também conhecido como E3+3 – para “acabar com o clima hostil criado pelos poderes arrogantes contra o Irao”. Ali Khamenei alertou os negociadores iranianos de que não devem sujeitar-se a negociar os temas “que lhes são impostos”, negando ceder ou revelar os progressos científicos que têm conseguido.