Última hora

Última hora

Bruxelas dita diminuição de subsídios às energias renováveis

Em leitura:

Bruxelas dita diminuição de subsídios às energias renováveis

Tamanho do texto Aa Aa

Quando está ao rubro a discussão sobre a dependência da União Europeia (UE) da importação de gás, carvão e petróleo; Bruxelas decide avançar com a diminuição gradual dos subsídios estatais às energias renováveis, tais como a eólica e a solar.

O comissário europeu para a Concorrência, Joaquín Almunia, argumenta que “muitas fontes de energia renovável ​​atingiram um tal nível de maturidade na sua produção que podem já competir com outras fontes de energia mais convencionais. Logo, chegou o momento dessas tecnologias se ajustarem às movimentações do mercado e do apoio público ser dado de forma mais competitiva”.

O apoio às energias renováveis visa criar uma economia mais sustentável, que trave a importação de combustíveis fósseis e o aumento da poluição.

Mas Bruxelas quer corrigir as atuais distorções do mercado, que levaram ao aumento dos preços da energia no consumidor.