Última hora

Última hora

Chipre:40 anos de divisão

Em leitura:

Chipre:40 anos de divisão

Tamanho do texto Aa Aa

A ilha de Chipre assinala em julho deste ano os 40 anos da divisão acantoando a norte os cipriotas turcos e a sul os cipriotas gregos…

A zona tampão permanece abandonada, intacta… Há quatro décadas que os habitantes destas localidades fantasma abandonaram os pertences para fugir dos conflitos entre as duas fações.

Em 2004 assistiu-se a uma tentativa de reunificação gorada pela recusa dos cipriotas gregos das condições para um referendo.

As conversações para a reunificação, sob a égide da ONU, retomaram novo fôlego na semana passada depois do encontro entre os presidentes Dervis Eroglu e Nicos Anastasiades.

“Nesta fase, as posições dos dois lados estão a ser apresentadas, por isso não é possível esperar progresso. O facto de dialogarmos, novamente, já é um progresso”, assegura o cipriota grego Nicos Anastasiades.

Em plena zona tampão a vila de Pyla, com pouco mais de 1400 habitantes, onde cipriotas gregos e turcos vivem em paz. Apesar de
ser pequena, é vista como um símbolo de unidade…

O vice-presidente cipriota turco, Nejdet Enver, “de tempos em tempos, é realista dizer que tivemos alguns altos e baixos, mas tanto os líderes como os membros da comunidade conseguiram ser racionais e criar uma atmosfera positiva na vila”, assegura.

A 20 de julho de 1974 a Turquia invadiu o Chipre, cinco dias após uma tentativa de golpe de Estado promovida por ultranacionalistas cipriotas gregos, apoiados pela Junta Militar no poder em Atenas.