Última hora

Última hora

Galerias de arte criticam subida do IVA

Em leitura:

Galerias de arte criticam subida do IVA

Tamanho do texto Aa Aa

A feira de Arte de Colónia espera receber 50 mil visitantes até domingo. O evento é uma oportunidade para adquirir obras modernas e contemporâneas, entre esculturas, pinturas, fotografias e instalações.

Mas a edição 2014 representa uma viragem negativa para as 200 galerias de 25 países representadas em Colónia.

No início do ano, a taxa de IVA sobre as vendas de obra de arte na Alemanha subiu de sete para 19%, devido a uma diretiva europeia.

O presidente da Associação de Galerias e Negociantes de Arte, Kristian Jarmuschek, criticou a decisão de Bruxelas.

“O aumento da taxa é um desastre. Não compreendemos por que razão a União Europeia aceita a taxa reduzida de IVA no caso dos livros e dos espetáculos enquanto os bilhetes de cinema e as artes plásticas não podem beneficiar dessa vantagem. Ver as galerias como negociadores de arte é ignorar a realidade. Como disse a ministra da cultura e dos media, Monika Gütters, as galerias são um suporte e uma ajuda para os artistas”, afirmou Kristian Jarmuschek.