Última hora

Última hora

Sérvia: O delicado "passeio" de um mamute com mais de 1 milhão de anos

Em leitura:

Sérvia: O delicado "passeio" de um mamute com mais de 1 milhão de anos

Tamanho do texto Aa Aa

Com o máximo de cuidado, arqueólogos na Sérvia transladaram um raro esqueleto completo de um mamute que viveu há mais de 1 milhão de anos.

As ossadas foram encontradas há 5 anos numa mina de carvão, a céu aberto, em Kostolac, uma cidade do centro da Sérvia, nas margens do rio Danúbio.

Foi necessária maquinaria pesada para transportar em segurança o gigantesco mamífero pré-histórico, que tem mais de 4 metros de altura, 5 metros de comprimento e pesa 10 toneladas.

Segundo o arqueólogo Miomir Korac, “o esqueleto e a estrutura que foi criada à volta para o proteger durante o transporte pesam cerca de 60 toneladas. Foi necessário utilizar gruas e máquinas que permitissem transportar uma carga desta grandeza em condições de segurança”.

O mamute, uma fêmea a que os arqueólogos chamaram Vicky, vai ser restaurado antes de ficar patente ao público no Parque Arqueológico de Viminacium, uma antiga praça-forte do tempo do Império Romano.