Última hora

Última hora

Turquia: Erdogan acusa Twitter de fuga aos impostos

Em leitura:

Turquia: Erdogan acusa Twitter de fuga aos impostos

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro da Turquia não descansa na luta contra as redes sociais da Internet e este sábado voltou a colocar o Twitter no alvo. Recep Tayyp Erdogan aproveitou a presença num programa de televisão para acusar a empresa do passarinho azul de fraude fiscal.

“O Twitter, o Youtube e o Facebook são empresas internacionais criadas para obter lucro. O Twitter, ao mesmo tempo, está também a fugir aos impostos e nós vamos perseguir isso. Estas empresas, como quaisquer outras multinacionais, vão ter de obedecer à Constituição, às leis e às regras fiscais do meu país”, afirmou o chefe de governo turco

Erdogan tem protagonizado uma intensa batalha contra as redes sociais da internet e ordenou inclusive o bloqueio do acesso ao Youtube e ao Twitter. A empresa de partilha de mensagens de 140 carateres, que é usada ate pelo presidente da Turquia Abdullah Gül, voltou no entanto a ser desbloqueada após dois tribunais turcos terem considerado anticonstitucional o bloqueio imposto pelo primeiro-ministro.

O primeiro-ministro acusou também este sábado justiça turca de “defender leis comerciais de companhias internacionais em detrimento dos direitos do próprio país e povo”. “Obedecemos a esta decisão (de desbloquear o Twitter), mas, volto a dizer, não a respeito”, reforçou Erdogan.