Última hora

Última hora

Adiado julgamento de colaboradores de Kaddafi

Em leitura:

Adiado julgamento de colaboradores de Kaddafi

Tamanho do texto Aa Aa

O julgamento do grupo dos 37 mais próximos colaboradores de Muahmmar al-Kaddafi foi adiado para 27 de Abril.

Marcada para a manhã desta segunda-feira, a sessão foi suspensa, 40 minutos depois de iniciada. A razão foi a ausência de 14 dos arguidos.

No banco dos réus, está o filho de Kaddafi, Saif al-Islan que seria ouvido em video-conferência. Esta detido na cidade de Misrata, a 200 quilómetros de Tripoli e o tribunal, por razões de segurança, desaconselhou a viagem

Outros dos mais importantes réus, Abdullah al-Sanussi, que foi chefe dos serviços secretos e Baghdai Mahmudi, o último chefe de governo, do regime de Kaddafi, estiveram presentes em tribunal.

Os advogados de defesa ainda levantaram um incidente processual. Alegaram que não tinham tido acesso aos processos. O tribunal replicou, dizendo que leram todos os processos, só não foram autorizados a tirar fotocópias.