Última hora

Última hora

Rússia exige posição clara do Ocidente

Em leitura:

Rússia exige posição clara do Ocidente

Tamanho do texto Aa Aa

O chefe da diplomacia russa, Sergey Lavrov, exigiu esta segunda-feira aos países ocidentais que tomem uma posição clara sobre a Ucrânia.

“A violência ocorrida na praça Maidan em Kiev e que resultou em dezenas de mortos foi descrita como um ato democrático. No entanto, os protestos pacíficos em curso no leste da Ucrânia são considerados como terrorismo e declara-se que as forças armadas serão utilizadas numa operação “antiterrorista”, afirmou Lavrov numa conferência de imprensa realizada em Moscovo.

O chefe da diplomacia russa desloca-se ainda esta segunda-feira a Pequim para conversações com o seu homólogo chinês.

O encontro tem lugar após uma reunião entre o ministro alemão dos negócios estrangeiros, Frank-Walter Steimeier e o seu homólogo chinês, Wang Yi.

“É claro que ambos defendemos o recuo nas posições de ambos os países e condenamos a violência, ambos acreditamos que estas alterações de fronteiras constituem um precedente perigoso”, disse Steimeier após o encontro.

Os países ocidentais acusam a Rússia de desestabilizar a região a fim criar um pretexto para o envio de tropas à imagem do que aconteceu na Crimeia.

Esta segunda-feira o Luxemburgo acolhe um encontro dos chefes da diplomacia europeia que vão discutir a situação na Ucrânia.