Última hora

Última hora

Ucrânia: Terminou o ultimato feito às forças pró-russas

Em leitura:

Ucrânia: Terminou o ultimato feito às forças pró-russas

Tamanho do texto Aa Aa

Terminou o ultimato da Ucrânia feito às forças pró-russas que ocupam edifícios públicos em cidades do leste e sul do país.

A partir de agora, Kiev pode usar a força.

O ultimato assinado pelo presidente interino, Alexandr Turchynov, refere que a Ucrânia não permitirá “que a Rússia repita o cenário da Crimeia” e que “o Conselho de Segurança e Defesa Nacional decidiu iniciar uma operação de combate ao terrorismo, em grande escala, com o apoio das forças armadas”.

Entretanto, Yuriy Sergeyev, embaixador ucraniano nas Nações Unidas, assegurou que Kiev tem garantias da presença de “forças especiais russas” no seu território que procuram “desestabilizar” a situação em todo o país.

O mesmo responsável explicou que grupos de “10 ou 20” militares russos estão “infiltrados na Ucrânia” para criarem unidades de combate e promover ações contra os interesses governamentais.