Última hora

Última hora

Líbia: Embaixador da Jordânia raptado

Em leitura:

Líbia: Embaixador da Jordânia raptado

Tamanho do texto Aa Aa

A família do embaixador da Jordânia raptado na Líbia apelou aos sequestradores para libertarem Fawaz al-Etan.

O diplomata foi esta terça-feira à tarde sequestrado por homens armados que exigem a libertação de um militante islamita de uma prisão na Jordânia em troca de Fawaz.

Durante o rapto, na capital da Líbia, Tripoli, o motorista do embaixador foi ferido a tiro.

As autoridades líbias que estão a investigar o sequestro de Fawaz al-Etan disseram que os raptores, numa chamada para o telemóvel do diplomata – que foi abandonado no local do crime – exigiram a libertação de Mohamed Dersi, um militante islâmico líbio, condenado a prisão perpétua, em 2007, por conspiração para fazer explodir o maior aeroporto da Jordânia.

O primeiro-ministro da Jordânia assegurou que fará “todos os possíveis” para libertar o diplomata. Mas se ceder aos raptores, o governo de Amã abre um enorme precedente num país onde estão presos alguns dos principais responsáveis da Al-Qaeda e da Jihad.