Última hora

Última hora

Mundial 2014: Troféu "visita" Estados Unidos antes de rumar ao Brasil

Em leitura:

Mundial 2014: Troféu "visita" Estados Unidos antes de rumar ao Brasil

Tamanho do texto Aa Aa

O troféu mais desejado do ano no desporto mundial cumpre esta semana, nos Estados Unidos, a derradeira etapa da sua digressão mundial antes de chegar, a 21 de abril, ao Brasil, onde, a partir de 12 de junho, vai ser disputado por 32 seleções, incluindo Portugal.

Segunda geração do original desenhado pelo francês Abel Lafleu, conhecido como “Victoria” e rebatizado em 1946 em honra de Jules Rimet, o fundador do Campeonato do Mundo de Futebol, o atual troféu é conhecido simplesmente como “Taça FIFA” e foi mandado fazer em 1970 depois de o Brasil ter conquistado o título mundial pela terceira vez.

O “tri” valeu à “canarinha” o direito de ficar em definitivo com a “Taça Jules Rimet” da altura. Mas o troféu original viria a ser roubado no Rio de Janeiro em 1983 e até aos dias de hoje está desaparecido, tendo sido substituído por uma réplica.

A atual “Taça FIFA”, que pelas novas regras é única e pertencera sempre ao organismo internacional (os vencedores recebem uma réplica oficial), anda em digressão promocional do Mundial de 2014 desde setembro passado. A “tour” começou em setembro no Brasil e termina igualmente no país anfitrião da “Copa” a 1 de junho.

Pelo meio, o troféu visitou, por exemplo, as Ilhas Fiji, a Jamaica, Israel, a Palestina, voltou ao Brasil a 6 de dezembro, seguiu para Arábia Saudita, viria a passar ainda por Espanha, França, Rússia e, entre outros, a China, com Portugal fora da rota. Por enquanto. Do Japão voou para os Estados Unidos, onde cumpre agora a derradeira escala fora do Brasil.

Em terras do tio Sam, a “Taça FIFA” permanece quase uma semana em digressão por várias cidades norte-americanas. Na segunda-feira, 21 de abril, volta ao Brasil, na última viagem intercontinental antes do início da prova.

No país anfitrião do Mundial, o troféu vai percorrer as seguintes cidades:

  • Rio de Janeiro, Maracanã: 22-25 de abril;
  • Porto Alegre, Barra Shopping Convention Center, 26-27 de abril;
  • Belo Horizonte, Shopping Del Rey: 28-29 de abril;
  • Salvador, Salvador Shopping: 30 de abril-1 de maio;
  • Cuiabá, Estádio Verdão/Aecim Tocantins: 2 de maio;
  • Curitiba, ParkShoppingBarigui, Centro Cultural: 3 de maio;
  • Florianópolis, Centro Sul Convention Center: 4 de maio;
  • Campo Grande, Shopping Campo Grande: 6 de maio;
  • Goiânia, Centro de Convenções Goiânia: 7 de maio;
  • Vitória, Shopping Vitória: 8 de maio;
  • Aracaju, Shopping Jardins: 9 de maio;
  • Maceió, Shopping Pátio Maceió: 10 de maio;
  • João Pessoa, Estação Cabo Branco: 11 de maio;
  • São Luís, Shopping da Ilha: 13 de maio;
  • Palmas, Capim Dourado Shopping: 14 de maio;
  • Macapá, Marco Zero: 15 de maio;
  • Boa Vista, Praça Centro Cívico: 16 de maio;
  • Rio Branco, SESI Rio Branco: 17 de maio;
  • Porto Velho, Mercado Cultural de Porto Velho: 18 de maio;
  • Manaus, Shopping Amazônia: 19 de maio;
  • Belém, Espaço São José Liberto: 20 de maio;
  • Teresina, Parque Nova Potycabana: 21 de maio;
  • Natal, Natal Norte Shopping: 22 de maio;
  • Recife, Shopping Recife: 23-24 de maio;
  • Fortaleza, Shopping Iguatemi: 25-26 de maio;
  • Brasília, Estacionamento Mané Garrincha: 27-28 de maio;
  • São Paulo, Shopping Itaquera: 29 de maio-1 de junho.

Os favoritos e os outros
A “Taça FIFA” vai ser disputada entre 32 seleções. Algumas são naturais candidatos à conquista, com o Brasil à cabeça, sendo o anfitrião e o país que mais vezes foi campeão do Mundo (5). Mas a Espanha, campeão da Europa e do Mundo tem, claro, uma palavra a dizer. Alemanha e Itália são, também, eternos candidatos.

Depois há sempre as surpresas. Há 4 anos, na África do Sul, Portugal foi eliminado nos oitavos de final pela Espanha, que viria a ser a campeã. O Uruguai chegou às meias-finais e a Holanda, que afastou o Brasil nos “quartos”, foi à final.

Portugal, que chega desta feita ao Mundial liderado pelo atual melhor jogador do Mundo para a FIFA, Cristiano Ronaldo, pode ser uma das surpresas. Mas tem de passar primeiro um grupo muito complicado, onde está também a Alemanha, o Gana e, tal como em 2002, os Estados Unidos.

Os norte-americanos mostram-se também confiantes em surpreender o futebol mundial, como expressou o ex-futebolista Coby Jones, o mais internacional de sempre pelos Estados Unidos, com presenças em três Mundiais (nomeadamente o de 2002, onde eliminou Portugal logo na fase de grupos) e uma passagem pela equipa do Vasco da Gama do Brasil. “Em 1994 ninguém contava connosco. Em 2002, foi igual. Todos sabemos que num Mundial há sempre surpresas, tudo pode acontecer e é isso que torna este jogo tão bom”, referiu Jones, hoje com 43 anos e atual diretor do mítico clube New York Cosmos.

A representar o governo norte-americano na cerimónia de boas vindas à “Taça FIFA”, em Washington, o secretário de Estado John Kerry brincou com o embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Mauro Vieira: “Embaixador Vieira, muito obrigado por nos ter recordado a supremacia do Brasil no futebol. Como se precisássemos de ser lembrados disso. Nós crescemos com nada mais do que respeito pela magia com que os brasileiros jogam.”

O corresponde da euronews em Washington acompanhou de perto a chegada do troféu à capital norte-americana. “A menos de dois meses de distância do Mundial, o entusiasmo está a crescer. Os brasileiros estão confiantes, mas os europeus também e até os americanos acreditam ter uma chance. É isso que torna este troféu no prémio mais desejado do Mundo”, sublinhou Stafan Grober.