Última hora

Última hora

Em leitura:

Cangurus biónicos dão o salto para a produção industrial


hi-tech

Cangurus biónicos dão o salto para a produção industrial

O Canguru Biónico, recentemente apresentado em Hanover pela firma alemã Festo, é uma das últimas novidades do avanço robótico. Atinge 80 centímetros na horizontal e 40 na vertical.
Um sistema peumático comunica poder de salto, ao mesmo tempo que absorve o impacto, no choque com o solo. Motores elétricos controlam o equilíbrio e a posição. O robot funcina com baterias recarregáveis de polímeros de lítio.
O canguru robótico pesa apenas sete quilos e tem um metro de altura, mais pequeno que um canguru verdadeiro.

Elias Knubben, responsável pelo projeto, explicou como funciona o canguru robótico:
“Temos um tendão de Aquiles, semelhante àquele que encontramos na natureza. Com este tendão de Aquiles, conseguimos obter energia do embate com o solo e usar esta energia para o salto seguinte.”

A empresa diz que o objetivo do robot é criar uma máquina com eficiência energética, inspirada na natureza, para automação industrial.

Ainda no mundo robótico, eis um robot diferente. Desenvolvido pela KUKA Robotics, consegue jogar ping-pong ao nível de um professional. A sua rapidez e precisão foi testada num jogo com o campeão alemão de ping-pog, Timo Boll.

O campeão ganhou 11 contra 9, mas reconhece o valor do adversário:
“O ping-pong é um desporto muito compexo, com muita rotação: os sensores e a lógica deste robot não equivalem os de um ser humano, mas os robots podem no futuro vir a ser adversários de peso.”

Este tipo de robots será usado principalmente em funções de produção industrial que exijam um elevado grau de precisão.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Impressora 3D fabrica recife de coral

hi-tech

Impressora 3D fabrica recife de coral