Última hora

Última hora

Argélia: Bouteflika vota em cadeira de rodas

Em leitura:

Argélia: Bouteflika vota em cadeira de rodas

Tamanho do texto Aa Aa

Numa eleição onde a única incógnita parece mesmo ser a taxa de participação, Abdelaziz Bouteflika, o presidente cessante da Argélia – e presumível vencedor do escrutínio – compareceu na mesa de voto em cadeira de rodas.

Esta é a primeira aparição pública de Bouteflika desde que sofreu um acidente vascular-cerebral que lhe causou problemas de fala e de mobilidade.

Aos 77 anos, e há 15 no cargo, é dado como vencedor.

Ali Benflis é o seu principal adversário. Já derrotado nas presidenciais de 2004, o antigo primeiro-ministro de Bouteflika aponta o dedo à fraude – que já tinha denunciado há 10 anos.

Benflis fez campanha contra a fraude eleitoral e conseguiu mobilizar 60.000 observadores para as assembleias de voto em todo o país.

Entre os 6 candidatos, uma única mulher: Louisa Hanounehead, do partido trabalhista.

Para proteger os 23 milhões de eleitores chamados às urnas, 260 mil polícias e guardas foram mobilizados.

Apesar disso, em Bouira, no sudeste do país, um grupo de cidadãos hostis ao voto acabaram envolvidos em confrontos com a guarda, que provocaram, 40 feridos, 28 dos quais, forças da ordem, e levaram à interrupção momentânea do voto em três localidades.

O resultado da eleição deverá ser anunciado esta sexta-feira.