Última hora

Última hora

Páscoa: Fabricantes de chocolates esfregam as mãos

Em leitura:

Páscoa: Fabricantes de chocolates esfregam as mãos

Tamanho do texto Aa Aa

A par do Natal e do Dia dos Namorados, a Páscoa é a galinha dos ovos de ouro para os fabricantes de chocolates. É nesta época que realizam uma parte considerável das vendas anuais.

Este ano, com a Páscoa em abril e com a retoma da económica europeia em curso, antevê-se um aumento. Por exemplo, o fabricante alemão do famoso coelho dourado, à venda nos supermercados, subiu a produção em mais de 8%.

A Europa é o maior consumidor mundial de cacau e, em 2012, os países da Europa Ocidental representaram 11% do consumo de chocolate.

Mas os analistas consideram que o mercado europeu, tal como o norte-americano, está perto da maturidade.

Os alemães e ingleses consomem por ano cerca de nove quilos. Já os italianos e espanhóis cerca de três. Os portugueses comem apenas quilo e meio.

Em Portugal o setor vale 175 milhões de euros por ano. Mas a nível mundial deverá superar os 71 mil milhões de euros em 2016, segundo o gabinete Markets and Markets.

O aumento da procura, sob pressão dos países emergentes, está a fazer subir a cotação do cacau. Este ano já aumentou cerca de 7%.