Última hora

Última hora

Coreia do Sul: Ordem de prisão para o capitão do ferry naufragado

Em leitura:

Coreia do Sul: Ordem de prisão para o capitão do ferry naufragado

Tamanho do texto Aa Aa

Foi pedida uma ordem de prisão para o capitão e dois outros elementos da tripulação do ferry que naufragou, na quarta-feira, com 475 passageiros a bordo.

O responsável pelo navio que, abandonou a embarcação antes do naufrágio, com a maioria da sua equipa, está em prisão preventiva. O homem, de 69 anos, já mostrou arrependimento:

“Lamento, estou envergonhado. Não tenho palavras”, afirmou enquanto era interrogado pela polícia.

Na sequência da tragédia, o vice-reitor, de 52 anos, da escola de onde eram originários os alunos que seguiam a bordo do navio, enforcou-se à porta de um complexo desportivo onde se encontravam familiares das vítimas.

Dos 475 passageiros, cerca de 340 eram estudantes e professores deste liceu localizado perto de Seul. Cerca de 270 continuam desaparecidos. Quase 180 foram resgatados.

A Guarda Costeira está com dificuldades para entrar na embarcação. Para as famílias a gestão do tempo é crucial:

O pai de uma das vítimas diz que as equipas têm “de se despachar a salvar os sobreviventes” e que o facto de os mergulhadores não entrarem na embarcação diminui a possibilidade de encontrar pessoas com vida.

A irmã de um dos estudantes afirma “nós ouvimos sobreviventes e estão a morrer”.

Apesar das condições meteorológicas pouco favoráveis, as equipas de socorro trabalham na tentativa de encontrar sobreviventes.