Última hora

Última hora

Grécia: Entre o "calvário" da austeridade e a esperança na "ressurreição" económica.

Em leitura:

Grécia: Entre o "calvário" da austeridade e a esperança na "ressurreição" económica.

Tamanho do texto Aa Aa

Semana Santa antes da Páscoa ortodoxa na Grécia, que este ano chega poucos dias depois da “ressurreição” da República Helénica nos mercados financeiros após 4 anos em que esteve apenas ligada à “máquina” da “troika” para se financiar.

Mas o “calvário” prossegue para a maioria dos gregos, asfixiados pelo peso da “cruz” de quatro anos de austeridade.

O desemprego está a baixar há quatro meses, mas os mais de 1,3 milhões de desempregados, em janeiro, não se podem comparar com os menos de 550 mil registados no mesmo mês, em 2010.

Nas ruas, as contas são simples: “Antes, podia comprar um cabrito. Agora, mal posso comprar meio”.

“Otimista por natureza”, a Grécia não perde contudo a “esperança”, afirmam os populares em Atenas.

O governo já vê sinais de vida na economia, mas poucos acreditam no fim do programa de assistência financeira ainda este ano, como garantiu o primeiro-ministro.

“Os ortodoxos gregos olham a ressurreição de Cristo, em todo o seu simbolismo, como um pilar da sua fé. Mas na realidade económica que a Grécia vive, a ressurreição continuará a ser um longo e árduo processo”, refere o correspondente da euronews em Atenas, Giannisis Stamatios.