Última hora

Última hora

Maratona de Boston: Mais segurança e atletas 1 ano depois do duplo atentado

Em leitura:

Maratona de Boston: Mais segurança e atletas 1 ano depois do duplo atentado

Tamanho do texto Aa Aa

Segurança reforçada e participação em alta na maratona de Boston, um ano depois do duplo atentado que manchou de sangue uma das principais provas de fundo no globo.

Os organizadores esperam 1 milhão de espetadores e cerca de 36 mil atletas na maratona desta segunda-feira.

Cerca de 3500 polícias foram destacados para a prova, mais do dobro que no ano passado. 600 efetivos da Guarda Nacional norte-americana e 3500 seguranças privados completam o dispositivo de segurança do ponto de vista humano.

Para muitos participantes, trata-se reclamar o direito de “chegar à meta”, que foi brutalmente roubado no ano passado.

Há também quem sinta “uma atmosfera diferente” e considere que as pessoas vão estar mais “nervosas”, mas que o grande objetivo é que todos se sintam “seguros”.

Entre as medidas draconianas de segurança, as autoridades proibiram o uso de mochilas, à exceção de sacos transparentes que serão fornecidos aos participantes, mais 9000 do que no ano passado.

No dia 15 de abril de 2013, duas panelas de pressão carregadas com explosivos e escondidas em mochilas, mataram três pessoas junto à meta da maratona de Boston.

Um polícia perdeu a vida na perseguição dos suspeitos, dois irmãos muçulmanos de origem chechena. Um dos presumíveis autores foi abatido enquanto o outro pode vir a ser condenado à morte no julgamento com arranque agendado para o início de novembro.