Última hora

Última hora

Líder tártaro proibido de entrar na Crimeia

Em leitura:

Líder tártaro proibido de entrar na Crimeia

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades russas proibiram o líder dos tártaros da Crimeia de entrar na península anexada pela Rússia, durante os próximos cinco anos.

Ao sair da Crimeia esta manhã, Mustafa Dzhemilev recebeu da polícia fronteiriça um documento oficial que o proíbe de entrar na Federação Russa até abril de 2019.

Os 300.000 tártaros da Crimeia, cerca de 12% da população da península, boicotaram maioritariamente o referendo de 16 de março que levou à anexação da Crimeia pela Rússia.

Na segunda-feira Vladimir Putin anunciou um decreto de “reabilitação” dos tártaros, deportados em massa no final da II Guerra Mundial pelo regime estalinista, acusados de colaboração com os nazis.

A comunidade só foi autorizada a regressar à Crimeia depois do fim da União Soviética, obtendo a cidadania ucraniana após a independência do país, em 1991.

O líder dos tártaros disse que tenciona ignorar a proibição e regressar à Crimeia.