Última hora

Última hora

Rússia: Pressão sobre as redes sociais

Em leitura:

Rússia: Pressão sobre as redes sociais

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça russa declarou esta terça-feira Alexei Navalny culpado de difamar no Twitter um vereador moscovita e condenou-o a pagar uma multa equivalente a 6 mil euros.

Navalny, desde fevereiro sob prisão domiciliária, está proibido de utilizar a internet e o telefone. Opositor feroz de Vladimir Putin, ficou famoso ao divulgar na internet vários casos de corrupção. O seu blogue foi bloqueado em março pelas autoridades de controlo dos meios de comunicação.

Entretanto a principal rede social russa, a VKontakte, aceitou segunda-feira a demissão do seu fundador Pavel Dourov, que se referiu ao anúncio feito em 1 de abril como uma “uma brincadeira” do dia dos enganos.

A rede social russa com mais de 100 milhões de utilizadores vive há meses um conflito entre seu fundador, apoiado pela Mail.ru, e o fundo de investimento United Capital Partners, que possui 48% da empresa. Em janeiro Dourov vendeu a sua participação de 12% ao CEO da operadora móvel MegaFon, mas permaneceu como diretor-geral da rede. Recentemente revelou ter sido pressionado para encerrar a conta de Alexei Navalny naquela rede social.