Última hora

Última hora

Junker rejeita acordos políticos antes das eleições europeias

Em leitura:

Junker rejeita acordos políticos antes das eleições europeias

Tamanho do texto Aa Aa

Crescimento, emprego, política energética e reforma da união monetária.
Estas são as prioridades do candidato do Democratas Cristãos Europeus.
A 30 dias das eleições europeias, Jean -Claude Juncker apresentou o programa de campanha em Bruxelas.

Pela primeira vez, o luxemburguês rejeitou a possibilidade de se juntar ao principal opositor, o socialista alemão, Martin Schulz, numa espécie de compromisso antecipado. Juncker defende que “o candidato da família política que vencer as eleições para o Parlamento Europeu vai tornar-se no próximo presidente da Comissão . Qualquer outra solução seria fazer uma paródia do processo democrático, tal como está explicitamente previsto no Tratado. “

Durante as últimas semanas, o candidato do PPE tem tentado afastar o partido do rótulo da austeridade que lhe tem sido associado.
O rigor orçamental continua a ser a prioridade, mas o luxemburguês defende que é necessário avaliar o impacto social da austeridade.
Junker garante que não teme as reações dos cidadãos europeus dos países mais afetados pela crise : “conheci gregos dentro e fora da Grécia. Estive em Portugal, no Porto e falei mesmo com os que se manifestaram durante a minha visita. Não tenho medo dos cidadãos, os políticos não devem ter medo das pessoas, nem o contrário.”

Antes de 25 de maio, dia das eleições europeias, Jean -Claude Juncker quer visitar todos os 28 Estados-membros países da União Europeia.