Última hora

Última hora

Luso-francês sequestrado no Mali estará morto

Em leitura:

Luso-francês sequestrado no Mali estará morto

Tamanho do texto Aa Aa

Gilberto Rodrigues Leal – cidadão francês de descendência portuguesa estará morto.

Nascido em Portugal e acabado de se reformar, foi raptado em 2012 no Mali quando viajava com a sua caravana. O sequestro foi reivindicado na altura pelo Movimento para a Unicidade e a Jihad na África do Oeste (Mujao).

Esta terça-feira, o mesmo grupo alertou a agência de notícias France-Press (AFP) para a morte do aventureiro.

Foi através de um telefonema breve por parte de um representante do grupo islâmico com ligações a rede terrorista da al-Qaida que afirmou “ele está morto porque a França é nossa inimiga”.

Apesar de não existirem provas materiais da morte de Rodrigues Leal de 62 anos, o ministério francês dos Negócios Estrangeiros considerou “bastante provável que o luso-francês esteja morto”.

Há dois anos o Mali mergulhou no caos quando uma rebelião tuaregue desencadeou um golpe militar, que permitiu aos militantes islamitas ganhar terreno.

O contexto político militar levou à intervenção das tropas francesas.