Última hora

Última hora

Muçulmanos contestam visita de Obama à Malásia

Em leitura:

Muçulmanos contestam visita de Obama à Malásia

Tamanho do texto Aa Aa

Da Coreia do Sul para a Malásia. É a penúltima escala de Barack Obama no périplo pela Ásia que deixou de fora a China.

Pequim é, no entanto, um aliado indispensável para Washington quando se fala de Pyongyang. Os Estados Unidos acreditam que a Coreia do Norte se prepara para realizar um novo teste nuclear. A questão dominou o encontro entre o presidente norte-americano e a homologa sul-coreana.

Para Obama o caminho escolhido pela Coreia do Norte vai levar a que o país fique mais isolado e enfraquecido. Desvalorizou as ameaças e os ensaios com mísseis. Demonstrações que, afirma, não promovem a segurança, a oportunidade e o respeito.

Pyongyang já criticou a visita do presidente norte-americano à Ásia e não é o único. Dezenas de muçulmanos manifestaram-se na Malásia contra a deslocação de Obama ao país.

O périplo termina nas Filipinas na próxima terça-feira.